outros

Moeda Portuguesa de dois euros

 

Moeda Portuguesa de dois euros, comemorativa da Presidencia portuguesa da União Europeia, lançada em 2007 utilizando como imagem um sobreiro (Quercus Suber) - Cedida por Angelo Duarte 

 

Medalha e Pin da Cidade capital cortiça

 

Medalha e Pin de Lourosa Cidade Capital da Cortiça 2008 (Oferecida por Helder Rodrigues - 2013 Lourosa)

 

Prato decorativo do Congresso Mundial do Sobreiro e da Cortiça

 

Prato cerâmico com decoração alusiva ao Congresso Mundial do Sobreiro e da Cortiça, Lisboa em Julho de 2000. Pintado por Coceição Batista de Reguengos de Monsaraz, Portugal

 

 

Sobreiro em cerâmica do Congresso Mundial do Sobreiro e da Cortiça

 

Sobreiro em cerâmica, alusiva ao Congresso Mundial do Sobreiro e da cortiça, Lisboa 2000

 

 

Isqueiro

 

Lamparina Pyrophoro - G. Kimpel - Porto, datado de 1806

 

Máquina de enrolhar

 

          Máquina antiga de enrolhar, construida em madeira, permite enrolhar manualmente garrafas

(Esta peça foi oferecida pelo Sr, Jorge Julio - Coruche em 2012)

 

Candeeiro a petróleo

 

 

Alicate de dobrar canos de electricidade

 

Altcate

Alicate antigo utilizado para dobrar canos metálicos de electricidade  - URKO 11m/m

          O alicate é uma ferramenta constituida por duas alavancas fixas e articuladas entre elas, dependendo da forma das suas extremidades permite executar um trabalho, conforme as suas variadadas aplicações, normalmente apertar ou cortar.

 

Galhardete da freguesia de Mozelos - Santa Maria da Feira

 

A vila de Mozelos é uma freguesia pertencente ao conselho de Santa Maria da Feira. Com uma área geográfica de de 5,04 km2 e cerca de 8000 habitantes, situa-se a 13 km da Feira e 20 do Porto.

 

Cabaça

 

 

 

            Fruto com formas que podem variar, depois de seco pde ter várias utilidades, normalmente era usado como vazilha para transporte ou armazenamento de liquidos. Atualmente é muito utilizado como peça de decoração.

 

Cantil

 

 

 

Cabaça transformada em cntil,  (Pirogravura Miroma 2015)

 

Palhinhas

 

 

Machado de descortiçamento

 

 

Machado de descortiçar, (Oferecida por Lodgero Ramalho 2010)

 

Machado de descortiçar,

 (Oferecida por Pedro Pinto e Raul Ferreira 2013)

Borsal, proteção para a lâmina do machado de descortiçar, feito em cortiça. (Oferecida por Arlindo Pirralho 2013)

 

O machado de descortiçar tem umas formas muito proprias que servem para efectuar cortes na casca do sobreiro (cortiça) assim como descola-la sem ferir a árvore, é preciso muita perícia, hoje já existem máquinas para o efeito, no entanto ainda predomina a utilização dos machados.

Lata antiga

Limpa metais (Coração)

 

Perergrino de Santiago

 

Peregrino de Santiago em barro - peça nº 541 - 10.05.07  (Oerecida pelo artista José Tanganho - Coruche 2009)

 

Rainha Santa Isabel

Rainha Santa Isabel em barro vidrado - Peça nº 1270 - 25.07.14 (Oferecida pelo artista José Tanganho - Mozelos Julho 2014)

 

Santo António

a) 

a) Santo António em barro -  peça nº 976  (Oferecida pelo artista José Tanganho - Coruche 2012)

b)

b) Santo António em barro, vidrado - peça nº 1017 (Oferecida pelo artista José Tanganho - Coruche 2013)

c)

c) Santo António em barro (Oferecida pelo artista josé Tanganho - Coruche 2013)

 

 d)

d) Santo António em barro (Oferecida pelo artista José Tanganho - Coruche Agosto 2015)

 

          Santo António (1195 – 1232), também conhecido por Santo António de Pádua, por ter vivido tantos anos naquela cidade. Frade franciscano, nascido em Lisboa, onde foi baptizado com o nome de Fernando, tendo escolhido o nome de Fr. António, quando se ordenou no Eremitão de Sto. Antão dos Olivais. Partiu para Marrocos como missionário. Quando regressava a Lisboa, uma tempestade levou o navio para as costas da Sicília. Dali, Santo António foi para Assis, assistir ao Capitulo Geral, convocado por S. Francisco. Depois retirou-se para o monte de S. Paulo, onde ficou em retiro e oração durante mais de um ano. Fez-se então pregador, tendo estendido o seu apostolado por toda a Itália e depois em França. Ensinou teologia em varias escolas da Ordem Franciscana. Morreu em Arcela, em 13 de Junho, data em que e festejado em Lisboa, e foi canonizado pelo Papa Gregório IX, no ano seguinte ao da sua morte. O Papa Pio XII proclamou-o Doutor da Igreja em 1946.

Flores

 

a)

Cesta flores de barro (Oferecida pelo artista José Tanganho - Coruche 2013)

 

b)

Cesta flores de barro (Oferecida pelo artista José Tanganho - Coruche 2014)

 

Raiz/ Cogumelo

Peça da autoria de Arlindo Pirralho - Coruche 2009

 

Sevela

 

 

          A sevela é uma ferramenta que é utilizada pelos sapateiros para perfurar as solas ou couros dos sapatos e assim poderem passar o fio ensebado para coser os sapatos. É fundamentalmente constituída por uma ponta aguçada em aço e um cabo em madeira que permite ao sapateiro encostar a mão e exercer a força necessária para furar a sola ou o couro.

 

Verruma

 

          A Verruma é uma ferramenta geralmente construida em aço ou ferro, com a ponta em forma de parafuso e estremidade aguçada, é utilizada para abertura de orificios ne madeira ou noutros materiais identicos.

Enxó

 

            A enxó é uma peça de ferramenta constituida por uma lâmina cortante e um cabo em madeira. A enxó é usada para desbastar madeira ou descascar árvores.

Enxó, modelo usado para descascar cortiça (Oferecida por Virgilio Ribeiro 2013)

Na indústria de cortiça a enxó é usada para descascar os troncos e ramos provenientes das podas ou abate de árvores, sendo retirada a cortiça normalmente virgem denominada por cortiça falca ou de enxó. 

 

Foice

 

 

A foice é um instrumento de trabalho utilizado para cortar cereais e ervas. É constituida por uma lamina de aço com forma curva e um cabo em madeira

 

Mini garrafa vinho porto

 

.

One crow - white - Superior Port - Santhiago / 121222  - Companhia geral da agricultura das vinhas do Alto Douro

 

          O vinho natural tomado em doses moderadas, é uma bebida tónica e estimulante, principalmente o vinho tinto, enquanto o vinho branco é diurético; mas o abuso do consumo de vinho provoca alcoolismo, com graves problemas para a saúde. A origem da vinha é remota e o vinho foi conhecido de todos os povos da antiguidade, desde a india antiga até à gália. A revelação dos processos da sua elaboração atribuiram-na os egipcios a Osíris, os gregos a Dionisio e os hebreus a Noé que, por inexperiência, teria sofrido a s consequências do excesso do vinho. A diversidade dos tipos de vinho depende não somente das castas das uvas, mas principalmente, das condições ecológicas em que se cultiva a vinha ou da técnica do seu fabrico. Em Portugal, têm nomeada os vinhos do porto; madeira; moscatel de setubal; carcavelos; vinhos verdes; dão; bucelas; colares. Portugal encontra-se entre os paises de maior produção vinicula, dos quais se destacam também a França, Itália, Espanha, Russia, Estados unidos, e jugoslávis. Internacionalmente os vinhos portugueses são muito apreciados, com destaque para os vinhos do Porto e da Madeira.

 

Ceia de Cristo

 

Ceia de Cristo,

A Ultima Ceis de Jesus, em estanho fundido, dimensões 55 por 40 cm. Inicio do século XX.

 

Rádio

 

Mediator La Chaux-de-Fonds  M283A Fabricado na Suiça ano 1951

 

Loewe-Opta R125 Fabricado na Alemanha ano 1968/69

 

(Giradiscos) Takt RP 700CMP

 

Chave

 

Canivete

 

Canivete com publicidade da Niepoort

 

 

Candeeiro de Lamparina

 

Cântaro

 

Cantaro -  (Artesanato de Couto de Esteves)

          O cântaro é um recipiente para transporte de liquidos, normalmente água, é um recipiente com a boca larga, uma ou duas asas, bojudo, pode ser feito em barro ou metálico. Pensa-se que o cântaro deriva da antiga ânfora, sendo originário das civilizações da antiga Grécia e Roma.

          Almude é uma antiga unidade tabelar das medidas de capacidade para líquidos. Correspondia a 12 canadas ou 48 quartilhos na ordem descendente. A capacidade do almude variava de região para região e de concelho para conselho. Mais tarde passou a ser utilizado na medição de cereais. Actualmente correspondem a um almude 25 litros. 

 

Regador

 

 

Corredouro

 

 

Jarro

 

Barro, vidrado e pintado mão

 

 

a b c

a Fole; b Rodilha; c Porta guardanapos (Artesanato de Couto de Esteves)

 

 

Tamancos

Tamancos em madeira, com representação do Galo de Barcelos

 

 

Galo de Barcelos

Galo de Barcelos em Barro

 

 

Mealheiro

Mealheiro em barro

 

 

Artesanato do Senegal

 

     

 

Miniaturas em barro

 

Pote em barro

 

 

Barrica ovos moles de Aveiro

 

 

Escultura em madeira (Cristo)

 

 

Presépio JN

 

 

Panela 3 pernas

 

Em barro vidrado - Sé Catedral de Viseu

Em barro preto - Portugal

 

Caneca

Miniatura de caneca - Artesanato Serra da estrela (Pastor)

 

Caneca construida em aço inox

 

Caneca em loiça de barro vermelho

Caneca em barro vidrado

caneca em esmalte

Púcaro de meio quartilho

 

Casa

 

Miniatura de casa - Artesanato Serra da estrela

 

Ferraduras

 

Ferradura de cavalo e ferradura de jumento (burro)

 

As ferraduras são normalmente feitas em ferro. Podem ser utilizadas em cavalos ou outros animais, como mulas e jumentos e servem para protejer os seus cascos. Por vezes são utilizadas como amuleto da sorte, sendo penduradas sobre as portas.

 

Costelo

 

 

Pião

 

O Pião é um brinquedo muito antigo existindo registos de há milhares de anos, sendo que, desde sempre se usou nas brincadeiras das ruas e pátios das aldeias do nosso país. Para se jogar ao pião, enrola-se bem o cordel à sua volta, segurasse a extremidade do cordel com a mão e lança-se o pião. Com o impulso da mão puxa-se o cordel fazendo-o girar.

 Para se jogar, marca-se no chão um círculo que poderá ter cerca de 1,5 metros, os jogadores projectam o pião para dentro do círculo, tentando que o mesmo não fique no seu interior e se possível retire algum que já lá tenha ficado. Assim se o pião for projectado com muita força pode inclusive quebrar ou danificar o pião em que acertar. A isso chama-se o escacha.

 

Quadro antigo

 

Quadro antigo